Arquivos

OS DOIS MUNDOS

OS DOIS MUNDOS

No mundo ideal sou sempre forte e tenho brilho próprio;
No mundo real às vezes sinto-me fraco, dependente e sem energia.
No mundo ideal minha alegria é contagiante e meu olhar penetrante;
No mundo real às vezes minha alegria se esvai e meu olhar obscurece.
No mundo ideal sou equilibrado e inteligente;
No mundo real sou limitado cultural, emocional e intelectualmente.
No mundo ideal estou sempre cercado de pessoas que admiram-me e respeitam-me;
No mundo real às vezes sinto-me solitário em meio à multidão e não poucas vezes
preterido, pisado e desrespeitado.
No mundo ideal vivo sempre alegre e sorridente, não tenho conflitos internos, nem
tampouco problemas externos.
No mundo real às vezes sinto-me triste, um poço de contradição interna e travo
diariamente uma luta para superar as barreiras externas.
No mundo ideal tenho saúde de ferro e não me canso nunca;
No mundo real as enfermidades chegam e os energéticos, ajudam.
No mundo ideal sou organizado, competente, compreensivo, e tolerante;
No mundo real não consigo dar conta do que me é imposto, vivo aflito, não
compreendo nem a mesmo a mim e a impaciência me alcança.
No mundo ideal sou sempre jovem, sem rugas e sem enfermidades;
No mundo real as marcam do tempo não perdoam, as doenças me esperam e a
morte me aguarda.
No mundo ideal sou autoconfiante, independente e livre.
No mundo real fortaleza e fraqueza em mim coabitam, não faço e nem vou aonde
quero e a minha liberdade vem da submissão.
No mundo ideal estou “pronto” e “acabado”, sou “modelo conformado”;
No mundo real sou um sujeito em construção que têm de inventar-se e superar-se a
cada dia.
No mundo ideal “deito e logo pego no sono”;
No mundo real ás vezes tenho insônia e levanto de mau humor.
No mundo ideal não “ando ansioso” e nem me “preocupo com o dia de amanhã”;
No mundo real às vezes a angustia me domina, o medo do futuro me apavora e é o
lexotan quem me seda, hipnotiza e tranquiliza.
No mundo ideal as pessoas são perfeitas, angelicais e não pecam;
No mundo real as pessoas, todas elas, são humanas, buscam os seus próprios
interesses e erram, normalmente tentando acertar.
No mundo ideal “os filhos são herança e benção dos e aos pais”, e sempre os
honram e os respeitam.
No mundo real não poucas vezes pais são “abrigados” e desonrados, e filhos
violentados.
No mundo ideal “os velhos não são desamparados” e pão nunca falta para a sua
descendência.
No mundo real idosos são abandonados e desassistidos, e muitas vezes seus
descendentes vivem a ermo e desprotegidos.
No mundo ideal fé é um coisa, religião outra.
No mundo real a confusão é geral, normalmente a primeira é obscurecida pela
segunda.
No mundo ideal “Deus está lá fora” em algum lugar;
No mundo real Deus está dentro-fora, aqui-lá, é mistério revelado na presença-
ausência que a tudo e a todos permeia, move e ultrapassa.
No mundo ideal o passado foi maravilhoso, o presente é horroroso e o futuro será
extraordinário;
No mundo real o passado não mais existe, o futuro ainda não chegou, restando
somente o presente.
No mundo ideal há dois mundos: o daqui, “ruim” e o de lá, “bom”;
No mundo real há um só mundo, o daqui, que é bom-ruim, bondoso-maldoso,
amoroso-odioso, mas a variedade de universos é infinita.
O mundo ideal é o da ilusão da verdade científica, objetiva, neutra;
O mundo real é o da subjetividade e da intersubjetividade, da arte, da busca da
verdade, das incertezas e das inseguranças.
O mundo ideal não é real, mas o mundo real contêm, comporta e suporta também o
mundo ideal.

Maruilson Souza, PhD

EX-REITOR DO SAET PROFERE PALESTRA NA CONSULTA NORDESTINA PARA EDUCAÇÃO TEOLÓGICA EM NÍVEL DE PÓS-GRADUAÇÃO

O Dr. Gustavo Gilson, Ex-Reitor do SAET, profereu nesta tarde, palestra sob o tema “O que significa fazer educação teológica no contexto nordestino”. Na mesma o Dr. Gustavo destacou a crise de identidade da educação teológica evangélica no Brasil, sobre a educação teológica e modernidade nos contextos brasileiro e nordestino, os deslocamentos no papel da educação teológica no cenário atual, finalizando com os dilemas e perspectiva para a educação teológica no contexto nordestino.

DR. MARUILSON SOUZA APRESENTA RELATÓRIO SOBRE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA EM NÍVEL DE PÓS-GRADUAÇÃO NO NE

Ontem, dia 14/07, o Coordenador do SAET, Dr. Maruilson Souza, apresentou aos participantes Relatório de Pesquisa sobre curso de mestrados oferecidos por instituições protestantes de educação teológica no NE. O relatório apontou os pontos altos, mas também os desafios que essas instituições tem para os próximos anos.

DR. GILBRAZ ARAGÃO PROFERE PALESTRA NA CONSULTA NORDESTINA PARA EDUCAÇÃO EM NÍVEL DE PÓS-GRADUAÇÃO

Ontem, dia 14/07, o Dr. Gilbraz Aragão, Coordenador do Curso de Mestrado em Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco, proferiu palestra sob o título “Situação da Educação Teológica em Nível de Pós-Gradução na Região Nordeste. O Dr. Gilbraz começou fazendo uma retrospectiva histórica da Educação Teológica no NE e finalizou destacando os desafios atuais.

CONSULTA NORDESTINA PARA EDUCAÇÃO TEOLÓGICA EM NÍVEL DE PÓS-GRADUAÇÃO

Acontece no Recife, no período de 14 a 16 de julho a Consulta Nordestina para Educação Teológica em Nível de Pós-Graduação “Estratégias para o Desenvolvimento de Docentes”. O Evento é promovido pela Associação Evangélica de Educação Teológica na América Latina, pelo Overseas Council e pelo International Council for Evangelical theological Education e tem por objetivo reunir Reitores e Diretores Acadêmicas com a finalidade de planejar a educação teológica para a região nordeste para os próximos cinco anos. O SAET se faz representar no evento por seu Reitor, Rev. João Câncio Peixoto Filho, por seu Capelão, Rev. Edson Pimental e por seu Diretor Acadêmico, Dr. Maruilson Souza

PRONUNCIAMENTO DO BISPO PRIMAZ DA IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL

Brasília, 11 de maio de 2011.

Comprometidos com a Dignidade Humana

“… o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia,

e andes humildemente com teu Deus.”Miqueias 6. 8.

- Recebemos com serenidade a recente decisão unânime do STF sobre o reconhecimento jurídico das uniões estáveis de pessoas homoafetivas. Tal aprovação representa um importante avanço em nossa sociedade na busca pela superação de todas as formas de preconceito e um aperfeiçoamento no conceito de igualdade e cidadania numa sociedade marcada pela pluralidade, mas também por profundas desigualdades e discriminações;

- Nosso reconhecimento é feito com base em sólida tradição de defesa da separação entre igreja e estado (e entre religiões e estado), que não significa a sujeição de um campo ao outro, nem a substituição de um pelo outro, mas a necessária junção da autonomia institucional e legal com a liberdade de expressão e o pluralismo. Ou seja, a IEAB sente-se perfeitamente à vontade para expressar sua posição porque sua prática a recomenda e porque entende que o estado deve ser continuamente acompanhado em suas decisões, em qualquer esfera de poder, aprovando-o ou questionando-o em suas ações;

- A decisão do STF levanta sérios desafios a todos os cristãos de todas as igrejas, pois requer abertura para reconhecer que as relações homoafetivas são parte do jeito de ser da sociedade e do próprio ser humano. A partir de agora, os direitos desse grupo tornaram-se iguais aos de todas as outras pessoas. Reconhecemos que há ainda muito que fazer nesse campo, pastoral e socialmente, para afirmar a dignidade da pessoa humana e seus direitos. Sabemos que um profundo e longo debate deve acontecer na sociedade brasileira a este respeito, e a IEAB não está isenta de nele participar, com profunda seriedade e compromisso de entender as implicações do evangelho de Jesus Cristo em nosso tempo e lugar;

- Reconhecemos que tal decisão é resposta à prece que sempre fazemos em nossos ritos de Oração Matutina/Vespertina: “Ó Senhor, que nos governas… ao teu misericordioso cuidado encomendamos nossa Pátria… concede a todas as Autoridades, sabedoria e força para conhecer e praticar a tua vontade. Enche-os de amor à verdade e à justiça…” (Livro de Oração Comum, pg. 38). Assim, afirmamos nosso compromisso pastoral para com essas pessoas. Cremos que a promessa declarada no rito do batismo: “És de Cristo para sempre!” (Livro de Oração Comum pag. 169) repousa sobre todos nós e, portanto, não nos cabe decidir quem pertence ou não a Deus.

- Neste momento de mudança, reafirmamos nosso compromisso de ser uma Igreja que Acolhe e Serve, reconhecendo o sensus fidelium declarado na última CONFELIDER: defender os Direitos Humanos e o Direito à Cidadania plena. Entendemos que esse compromisso é decorrência dos votos que fazemos perante o altar em nossa confirmação: “Defenderás a justiça e a paz para todos, respeitando a dignidade de todo ser humano” (Livro de Oração Comum pg 179);

- Louvamos a Deus pelos avanços conquistados, entendendo que fazem parte da sutil e gradativa inspiração do Espírito Santo para transformar nossa sociedade. Conclamamos todos os anglicanos e as anglicanas a acolher as pessoas que nos buscam, a orar por elas e las pastoralmente, entendendo que a Igreja é um edifício ainda em construção e que a totalidade de sua membresia só é conhecida pelo próprio Cristo, Senhor da Igreja.

- No amor inclusivo de Jesus Cristo, nosso Senhor e Rei e supremo juiz dos vivos e mortos,

Dom Maurício Andrade.

Bispo Primaz

Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

ALEX FAJARDO NO SAET

Alex Fajardo, jornalista e mestrando em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) ministrou ontem, dia 27/09, palestra no Curso de Extensão do SAET, sob o título “Religião, Sociedade e Mídia Radiofônica”. Alex fez um recorte do uso da mídia radiofônica pelas igrejas evangélicas. O assunto foi abordado pelo palestrante de forma didática e profunda, o que gerou um debate de qualidade entre os presentes.

NOTA: Alex Fajardo, através de um convênio entre a UMESP e a UNICAP, está em Recife por um período de dois meses. Durante esse tempo ele se dedica a pesquisas para sua dissertacão de Mestrado.

MÁS ALLÁ DE NUESTRA VISIÓN

O Coordenador do SAET, Dr. Maruilson Souza está participando da VII Conferência Continental da AETAL (Associacão de Educacão Teológica da América Latina), na cidade de Medellin, Colombia. A Conferência iniciou no dia 20 de setembro e termina hoje, dia 23. O tema Geral da Conferência é MÁS ALLÁ DE NUESTRA VISIÓN: LOS RETOS DEL FUTURO EN LA EDUCACIÓN TEOLÓGICA. Participam desta Conferência representantes de Instituicões de Educacão Teológica de Argentina, Brasil, Bolivia, Colombia, Costa Rica, Ecuador, El Salvador, Honduras, Guatemala, México, Paraguia, Peru e observadores e palestrantes convidados dos Estados Unidos, Australia, Franca e Suica.

Coordenador Profere Palestra no III Simpósio Internacional de Teologia e Ciências da Religião

Hoje, dia 09 de setembro, o coordenador do SAET, Dr. Maruilson Souza, proferiu palestra no III Simpósio Internacional de Teologia e Ciências da Religião, promovido pela Universidade Católica de Pernambuco, sob o título “PARA UMA TEOLOGIA TRANSRELIGIOSA.

CURSO DE ESTUDOS ANGLICANOS

Estão abertas as matriculas para o Curso de Estudos Anglicanos.

Público Alvo: Leigo(a)s, seminaristas, postulantes ao Ministério Ordenado na IEAB e interessados no aprofundamento em Estudos Anglicanos.

Duração do Curso: 12 meses

Investimento: 12 parcelas iguais de R$ 50,00, perfazendo um total de R$ 600,00 (para estudantes anglicanos).

Exigências:

  1. Disponibilidade para dedicar pelo menos uma hora de estudos diariamente durante 12 meses.
  2. Acesso a internet banda larga.

Requisitos para matricula:

  1. Carta de recomendação do bispo diocesano e/ou de autoridade por esse designado.
  2. Ficha de Matricula devidamente preenchida
  3. Envio de Copia dos seguintes documentos:
    1. CPF
    2. Identidade
    3. Título de Eleitor
    4. Certificado de Conclusão do Ensino Médio (com ficha 19)
    5. Diploma de Curso Superior (se tiver)
  4. Copia do Depósito de R$ 50,00 de matricula (corresponde à primeira mensalidade do curso, restante outras 11 parcelas de igual valor a vencer no dia 10 dos meses subseqüentes). Dados para o Depósito: Banco: BRADESCO   Agência: 1058-8   Conta Corrente: 014306-5 (Associação Anglicana do Nordeste)

Período de Matricula: 01 a 24 de setembro

Período para recebimento da senha de acesso: 25 a 27 de setembro.

Inicio do Curso: 30 de setembro.

Primeira Disciplina: TEOLOGIA ANGLICANA